Nacional

Portugueses mais pessimistas sobre a situação do país

  • 7 em cada 10 portugueses consideram que a situação do país é má e preveem que assim continue no começo de 2021
  • Portugueses avaliam melhor a sua situação pessoal do que a do país
  • Aparelhos tecnológicos e grandes eletrodomésticos são os maiores projetos dos portugueses no primeiro trimestre do novo ano.

O Observador Cetelem voltou a inquirir os portugueses sobre a sua opinião em relação à situação atual do país e sobre as suas expectativas para o primeiro trimestre de 2021.

Segundo dados do Observador Cetelem Natal 2020, 72% dos portugueses manifestam uma opinião negativa acerca da situação atual do país. Em setembro, este valor era de 48% e em junho de 54%.

Os mesmos 72% dos inquiridos revelam-se pouco otimistas com a evolução da situação do país durante o primeiro trimestre de 2021.

Relativamente à sua situação pessoal, o cenário é menos pessimista: menos de metade (43%) dos inquiridos manifesta uma opinião negativa. Este valor, quando comparado com o registado nos meses de setembro e junho, apresenta poucas alterações – 40% e 44%, respetivamente. Adicionalmente, consideram que a sua situação pessoal será bastante idêntica no primeiro trimestre de 2021.

Quanto às intenções de consumo para o início do novo ano, entre os portugueses inquiridos, 24% manifestam intenções de comprar calçado/roupas e 10% de comprar livros. No entanto, em termos de gastos, a prioridade dos portugueses vai para aparelhos tecnológicos e grandes eletrodomésticos.

Na categoria dos aparelhos tecnológicos, destacam-se os gastos em computadores, por serem os mais elevados (616€ de gasto médio), seguindo-se os smartphones (320€), os grandes eletrodomésticos (249€) e os gastos em materiais de imagem e som (233€).

Metodologia:

O inquérito quantitativo do Observador Cetelem Natal 2020 foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen. Este teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos de idade. A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 4.0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente (CATI), com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado entre 5 e 10 de novembro de 2020.

Etiquetas

Todas as Categorias