Águeda

Biblioteca Municipal com atividades online e serviços de proximidade

Este equipamento municipal continua a sua missão: uma biblioteca para todos, mesmo em tempo de pandemia

A Biblioteca Municipal Manuel Alegre (BMMA) continua a promover atividades ludico-pedagógicas para os diversos públicos, devidamente ajustadas à situação epidemiológica. Histórias, apresentação de um livro e sugestões de leitura são algumas das atividades que estão em curso e que podem ser acompanhadas na página de Facebook da BMMA (https://www.facebook.com/BibliotecaMunicipalManuelAlegre), para além de continuar a ser prestado o serviço de empréstimo aos leitores/utilizadores.

Para este primeiro trimestre, a equipa do Serviço Educativo tinha previsto a realização de atividades direcionadas ao público escolar, nomeadamente através do projeto “A Biblioteca vai à Escola – online”, mas o fecho das escolas veio adiar essa intenção, mantendo-se, no entanto, as atividades em formato digital com o intuito de continuar a apoiar os artistas e mediadores de leitura, bem como manter ativas as dinâmicas de promoção do livro e da leitura.

Recentemente, a propósito da celebração do Dia Mundial da Rádio (dia 13 de fevereiro) e para além de uma sessão de contos “Porque hoje é sábado… Mala-surpresa”, com o artista e contador de histórias Ivo Prata (“Mala-surpresa” Histórias Radiofónicas), transmitida na página de Facebook da BMMA e também através da Rádio Soberania, foi feita a apresentação virtual de uma exposição de rádios antigos em colaboração com a ANATA.

A convidada especial deste trimestre é a mediadora de leitura Cristina Taquelim, que está a dinamizar as sessões do projeto “Histórias Giratórias”. Dirigidas às famílias com crianças no pré-escolar e 1.º Ciclo, já se realizaram duas edições, nos dias 13 de janeiro e 10 de fevereiro, sendo que a próxima está agendada para as 10 horas do dia 17 de março.

O desafio de participação nestas sessões “giratórias”, lançado na primeira sessão, foi o de desenhar um autorretrato (para o pré-escolar) ou escrever uma carta (para o 1.º Ciclo) e entregar no correio da BMMA ou enviar para a seguinte morada: Biblioteca Municipal Manuel Alegre – Rua 25 de Abril 3, 3750-127 Águeda.

A ideia subjacente a este desafio é criar uma coleção de documentos dos ouvintes destas “Histórias Giratórias” com os quais se pretende estabelecer um laço afetivo neste tempo de pandemia.

Apresentação de livro infantil

Cristina Taquelim, natural de Lagos e licenciada em Psicologia, trabalhou como mediadora de leitura e contadora de histórias durante quase 30 anos na Biblioteca Municipal José Saramago em Beja. Desenvolve atividades como narradora e pesquisadora de cultura popular desde 1990, tendo participado em diversos encontros em Portugal, Brasil, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Espanha e Argentina.

A mediadora também participará, caso seja retomada a programação presencial, no projeto “Sexta na BMMA”, no próximo dia 19 de março. Aproveitando a presença da autora neste fim de semana especial, Cristina Taquelim apresentará, pelas 17 horas, o seu novo livro, intitulado “Teodora e o mistério dos cachapins”, ilustrado por Mafalda Milhões e editado pela Zero a Oito, cujo tema se centra na promoção de uma maior consciência ambiental, podendo ser uma boa ferramenta para ser usada em mediação de leitura por educadores de infância, professores de 1.º Ciclo ou encarregados de educação.

Uma hora mais tarde, às 18 horas, será a vez de escutar “Histórias que não lembram ao diabo!” para jovens e adultos, porque há histórias que desarrumam o peito e desassossegam as emoções.

No sábado, dia 20 de março, pelas 11 horas, Cristina Taquelim dinamizará uma sessão do projeto “Porque hoje é sábado… Histórias que cabem num ouvido”, uma iniciativa “de ouvir, repetir e experimentar como é ler de cor: ler com o coração, de corar e para toda a família”, como explica a contadora de histórias.

Tendo em conta a adaptação necessária à situação epidemiológica, esta programação poderá sofrer alterações, que serão oportunamente divulgadas na página de Facebook da BMMA.

Todas as atividades são gratuitas, mas as atividades presenciais são de inscrição obrigatória, devendo ser efetuadas através do e-mail [email protected]

Refira-se que desde o primeiro confinamento, em março do ano passado, e mesmo fechada ao público, a BMMA manteve ativos os seus serviços de informação e documentação e de empréstimo domiciliário, este último também em modo “take-away”. Os interessados poderão consultar o catálogo da BMMA através do endereço http://aguedagibopac.bibliopolis.info/OPAC/ e efetuar reservas de livros através do e-mail [email protected] ou pelo telefone 234 624 688.

De salientar ainda que o sinal de wireless na BMMA está aberto através do “hotspot” da Câmara Municipal de Águeda.

Colocar comentário

Clique aqui para colocar um comentário

Todas as Categorias