Mealhada

Meajazz junta teatro e cinema à música

A 4ª edição do Meajazz – Festival de Jazz da Mealhada, que se realiza dias 3 e 4 de setembro, no Cineteatro Messias, na Mealhada, vai alargar a oferta cultural e irá juntar à música o teatro e o cinema. Todos os espetáculos serão de acesso gratuito.

A edição de 2021 do Meajazz, que conta com diferentes correntes e sonoridades musicais de artistas de Portugal, da Bielorrússia, de Itália e do Brasil, integra outras artes, nomeadamente o cinema e o teatro, com apresentações da curta metragem “Boa noite”, de Catarina Ruivo (com a produtora Trabalhos de Casa), e da peça “Muito barulho por nada”, uma coprodução da Companhia de Teatro Gato Escaldado e da Companhia de Teatro da SMUP-Sociedade Musical União Paredense.

No dia 3 de setembro, às 20h30, antes do início do festival e das atuações de Maria Casal (21h), Ciro Cruz Quarteto (21h50) e de Sónia Pinto (22h45), será exibida a curta metragem de 20 minutos, que foi filmada no Luso e Bussaco e que conta a história dos temores noturnos de André e da sua ligação à avó, numa remissão para a infância da autora, Catarina Ruivo.

No dia 4 de setembro, às 20h, antecede o festival de jazz a peça “Muito barulho para nada”, da obra homónima de William Shakespeare, que resulta numa hilariante comédia sobre a amizade, o amor e a mentira. Pedro e Luísa decidem casar e pensam que a festa de noivado será a oportunidade perfeita para se tornarem casamenteiros de dois pares de amigos: Benedito e Cláudio, amigos do noivo, e Beatriz e Maria, amigas da noiva. Mas rapidamente as suas esperanças encontram diversos obstáculos. A peça conta também com música ao vivo, da cantora e guitarrista Madalena Lisboa.

O espetáculo vai decorrer ao ar livre, no recinto exterior do Cineteatro Messias, mesmo antes de subirem ao palco do Meajazz Cucoma Combo (21h), Mova Dreva (21h45), Vénus Matina (22h30) e Luís Martelo (23h15), acompanhado das duas bandas filarmónicas do concelho: Pampilhosense e Barcoucense.

Meajazz teve início em 2017, numa clara aposta da Câmara da Mealhada na diversificação da oferta cultural na cidade e até na região, uma vez que não existe nenhum evento do género nas proximidades e com entradas completamente livres. O festival conta, uma vez mais, com o mecenato cultural do restaurante “Rei dos Leitões”, que apoia o MeaJazz ininterruptamente desde a sua primeira edição.

Colocar comentário

Clique aqui para colocar um comentário

Todas as Categorias