Aldeia do Boco quer afirmar-se como destino turístico

Data:

Uma equipa da Turismo Centro de Portugal (TCP) visitou a Aldeia do Boco, no concelho de Vagos, para conhecer de perto as características que podem fazer desta aldeia – uma das Aldeias de Portugal – um destino turístico diferenciado.

A equipa da TCP foi liderada pelo presidente Pedro Machado e integrou as chefes dos núcleos de Estruturação, Planeamento e Promoção, Sílvia Ribau, e de Comunicação, Imagem & Relações Públicas, Adriana Rodrigues.

A comitiva percorreu a pé parte do Trilho das Levadas das Azenhas do Boco. Este trilho percorre azenhas e moinhos, alguns ainda em funcionamento, que aproveitam a água das levadas para a moagem da farinha. O percurso é circular, com cerca de 4 km, sempre acompanhado pela água e sons da natureza.

No final, na Azenha da Ti Luísa, a equipa observou o processo da moagem e participou na confeção da Broa Mimosa, típica da Aldeia do Boco, tendo também provado alguns dos produtos endógenos da região, num almoço preparado pela Confraria dos Sabores da Abóbora.

A visita foi acompanhada pelo presidente da Câmara Municipal de Vagos, Silvério Regalado, além de vereadores e do presidente da Junta de Freguesia de Soza, Nelson Cheganças, e do presidente da Comissão Vitivinícola da Bairrada, Pedro Soares, entre outros elementos.

“Como presidente da Turismo Centro de Portugal, considero essencial visitar regularmente todos os territórios da região, para conhecer em primeira mão o seu potencial turístico, que não cessa de surpreender. Este tipo de visitas permite-nos obter uma compreensão mais profunda e abrangente dos diferentes ativos turísticos da região, incluindo aqueles que são menos conhecidos do público em geral”, considerou Pedro Machado.

“Foi o caso da Aldeia do Boco, que reúne uma série de características que a tornam um destino privilegiado: a beleza natural dos seus percursos, onde o som da água e dos pássaros são uma constante; as experiências gastronómicas que aqui se podem usufruir; e a hospitalidade e simpatia dos seus habitantes. São características que podem ser colocadas ao serviço da população, através da atividade turística, ajudando a garantir que o turismo no Centro de Portugal seja equilibrado, sustentável e inclusivo, e que todos os locais podem beneficiar das oportunidades que o turismo pode trazer”, acrescentou.

“É sempre uma honra receber no nosso território a Turismo Centro de Portugal, em particular numa aldeia com tanto potencial como a Aldeia do Boco. A equipa teve oportunidade de comprovar a singularidade da oferta natural desta aldeia e das tradições das suas gentes. Temos o objetivo de, em conjunto, trabalharmos no sentido de tornar a Aldeia do Boco um destino turístico qualificado e diferenciado, assumindo-se como mais um polo de atração turística do concelho de Vagos e da região Centro de Portugal”, sublinhou Silvério Regalado.


Redação
Redação
Na redação trabalhamos diariamente para o informar de uma forma isenta, trabalhando apenas a verdade. Porque sabemos que preza o nosso valor, porque sabemos que nos segue, nos lê e nos dá o seu apoio.
Publicidadespot_img

PARTILHAR ESTA NOTÍCIA:

Subscrever

Publicidade

spot_img

POPULARES

MAIS DESTAS NOTÍCIAS
RELACIONADOS

Em Águeda, feira promove Desporto Saúde e Bem-Estar

A Feira do Desporto, Saúde e Bem-Estar vai decorrer...

Concurso público para construção do edifício sede da CER em Águeda

A Câmara Municipal de Águeda aprovou em reunião de...

S. João da Madeira “vacina” árvores para combater pragas

Recorrendo aos serviços de uma empresa especializada, a Câmara...

Redução de resíduos indiferenciados em 6% na Mealhada

A Câmara da Mealhada iniciou a recolha de biorresíduos...
Send this to a friend