More
    InícioAgendaWorkshops em Avanca para fazer cinema com inteligência Artificial

    Workshops em Avanca para fazer cinema com inteligência Artificial

    8 cineastas premiados de Espanha, França, México, Ucrânia e Portugal, durante 5 dias, vão orientar workshops em Avanca com o olhar dos novos desafios da produção do cinema do séc. XXI.

    Será no 27º AVANCA – Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia que decorre em Avanca, distrito de Aveiro, entre os dias 26 e 30 deste mês.

    O produtor Oleksii Tahanchin, CEO da Hound Studio e fundador da KROCKIO – software de colaboração criativa e revisão de vídeo que ajuda a criar pipeline de produção de vídeo, processo de entrega de produção de mídia e storyboards com IA, conjuntamente com a ilustradora Yulia Hobrii  (ambos da Ucrânia), vão orientar um workshop sobre a prática do “storyboard” com IA.
    Um atelier de trabalho prático intenso a desbravar os caminhos do storyboard aplicado aos filmes de  ficção e de animação, com ao apoio incondicional da IA – Inteligência Artificial.
    Um espaço de trabalho com quem o faz diariamente enquanto especialistas de desenvolvimento de software e produtores de cinema.

    Noutro workshop o desafio é filmar literalmente a 360º.
    Filmar a toda a volta com a mais recente tecnologia e explorando um novo ponto de vista cinematográfico. Um atelier para filmar, explorar e integrar. Provocar novas imagens é o repto!
    Para orientar este espaço de trabalho vem do México o diretor de fotografia Jorge Z. López.
    Sendo um dos membros fundadores da “Asociación Mexicana de Cinefotógrafos”, é um integrador do vídeo 360º em filmes e em projetos experimentais.
    Entre o México e os EUA, trabalhou em filmes como TOTAL RECALL de Paul Verhoeven, TITANIC de James Cameron e em obras de imensos cineastas mexicanos.
    Neste workshop, participa também o cineasta e professor universitário mexicano, Antonio Del Rivero. Realizador de obras experimentais e multi suporte, foi nomeado para os Prémios Ariel com “Apariencia 1, 2, 3” e o seu filme “Rapsodia: Laberintos del yo” foi já exibido em Portugal.

    O documentário estará presente com o workshop “Filmar a memória -O Grupo de Aveiro”.
    Evocar o passado constrói identidades e possibilita aceder e resgatar momentos que se têm vindo a tecer ao longo dos anos. O workshop propõe trabalhar com dois realizadores do chamado “Grupo de Aveiro”, que marcaram um cinema português independente do século passado.
    O documentarista Alfonso Palazon, professor na Universidad Rey Juan Carlos em Madrid e responsável pela “Pasajes Invisibles”, tem continuamente realizado e produzido relevantes e distinguidos filmes. Tendo-lhe sido atribuído o Prémio Aurélio Paz dos Reis, a sua última longa-metragem documental “José Luís Espinosa, o espião” teve a sua estreia no AVANCA do ano passado e está a ser exibido e premiado em múltiplos festivais.

    “Da ideia ao filme” é o desafio do workshop orientado pela cineasta Latifa Said (França, Argélia) e pelo crítico de cinema e produtor João Antunes.
    “Toutes les Nuits” de Latifa SAID, que no AVANCA 2022 ganhou os prémios de melhor curta metragem e argumento, será o ponto de partida para todo o trabalho prático a desenvolver no atelier. Latifa Said, argumentista e realizadora distinguida com várias dezenas de prémios, a sua obra fílmica é muito reconhecida, nomeadamente no circuito francófono de curta metragem.
    Vários outros filmes anteriores têm tido a sua exibição também no Avanca, nomeadamente “Jours intranquilles”, “Tahiti” e “Terrain Vague”. Latifa prepara a sua primeira longa-metragem “Plus Longue Sera la Nuit”, projeto que acaba de ser financiado.
    João Antunes, trabalha na Cinemateca Portuguesa e escreve regularmente sobre cinema para jornais diários e revistas da especialidade. É membro da FIPRESCI, a federação internacional de críticos de cinema e tem sido produtor da obra de Latifa Said.

    Joaquim Pavão propõe filmar DENTE, um filme concerto, que a cada momento se renova. Um desafio para se filmar durante o AVANCA 2023. Porque o “mentiroso utiliza as designações válidas, as palavras, para fazer com que o irreal pareça real”. Neste workshop, filmar será atravessar fronteiras.
    Guitarrista, compositor e cineasta. Como realizador é autor de várias curtas metragens, tendo filmado no AVANCA obras como “Antes que a noite venha – Falas de Antígona” (2017) e a longa-metragem “Sonhos”. Recebeu dezenas de prémios por todo o mundo e o seu filme concerto “Dentre” tem andado a percorrer os teatros portugueses.

    Com o propósito de ser um encontro e um apoio ao ato criativo de cineastas de todo o mundo, o 27º AVANCA 2023 é uma organização do Cine-Clube de Avanca e Município de Estarreja com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, IPDJ, Turismo Centro, Junta de Avanca, Agrupamento de Escolas e Paróquia de Avanca, para além de várias entidades locais, nacionais e estrangeiras.

    Informações em:
    http://avanca.com/

    Redação
    Redação
    Na redação trabalhamos diariamente para o informar de uma forma isenta, trabalhando apenas a verdade. Porque sabemos que preza o nosso valor, porque sabemos que nos segue, nos lê e nos dá o seu apoio.

    MAIS VISTAS

    PUBLICIDADEspot_img