Comunicados Covid-2019 Santa Maria da Feira

COVID-19: Estrutura de Apoio de Retaguarda de Santa Maria da Feira já em funcionamento

O Município de Santa Maria da Feira tem já em funcionamento a Estrutura de Apoio de Retaguarda para receber casos positivos de SARS-CoV2 que não carecem de cuidados hospitalares. A estrutura abriu as portas na manhã de 2 de dezembro, no Centro Social Vilamaiorense, na freguesia de Vila Maior.

A abertura oficial da Estrutura de Apoio de Retaguarda de Santa Maria da Feira, momento em que foi também assinado um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal e o Centro Social Vilamaiorense, contou com a presença do Secretario de Estado da Mobilidade, atualmente a exercer as funções de Coordenador do Estado de Calamidade na região Norte, Eduardo Pinheiro, do Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, a presidente da Direção do Centro Social Vilamaiorense, Judite Almeida, entre outras entidades com responsabilidade nas áreas da Saúde, da Segurança e da Proteção Civil, no concelho e em toda a região.

A Estrutura de Apoio de Retaguarda de Santa Maria da Feira tem uma capacidade para 21 camas, podendo ser alargada até às 28 camas, e é assegurada por uma equipa técnica composta por 25 profissionais que, organizados em turnos, garantem o acompanhamento dos utentes durante 24 horas. Os utentes são encaminhados para esta estrutura pelo Hospital de S. Sebastião, sede do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, unidade que dá resposta a cerca de 350 000 habitantes.

O Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, não escondeu o orgulho por o território ter conseguido montar uma estrutura deste género em tão pouco tempo. “Temos conseguido dar uma resposta extraordinária, em várias frentes, de apoio e de retaguarda, fruto de um trabalho de articulação entre as várias entidades com ação na saúde, ação social e proteção civil”, frisou, acrescentando que aqui está a “resposta de uma coletividade – Centro Social Vilamaiorense –, de uma freguesia, da nossa comunidade”.

Tem sido notável a forma como as Câmaras Municipais têm conseguido afetar recursos e também o seu trabalho de coordenação e de articulação entre instituições”, referiu o Secretário de Estado felicitando Santa Maria da Feira pelo trabalho conjunto ddesenvolvido que tem sido determinante desde o início da COVID-19.

Atualmente, o território de Santa Maria da Feira tem já duas respostas de retaguarda. O Inatel para pessoas não infetadas com a COVID-19 e a Estrutura de Apoio de Retaguarda, em Vila Maior, para utentes positivos para o SARS-CoV2.

 

Todas as Categorias