Águeda

Câmara reforça apoios financeiros às coletividades desportivas do concelho

Foram atribuídos mais 508 mil euros às diferentes coletividades para apoiar a atividade desportiva em todo o concelho, no âmbito da época desportiva 2020/2021

A Câmara Municipal de Águeda aprovou a atribuição, em reunião de Executivo, de vários apoios às coletividades de todo o concelho, representando um total de 508.134,33 euros para a época 2020/2021. Este é um apoio que vem reforçar as verbas recentemente concedidas para que estas coletividades desenvolvam a sua atividade e enfrentem os desafios que a pandemia da Covid-19 impôs.

“As associações desempenham um papel relevante na promoção e dinamização da atividade desportiva em todo o concelho, que é reconhecido por todos”, disse Edson Santos, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Águeda, salientando que a estratégia municipal, ao apoiar regularmente a atividade destas coletividades, prende-se com o objetivo de aumentar o número de praticantes de desporto, seja ao nível federativo, amador ou recreativo.

A preocupação do Município é promover boas práticas e políticas que conduzam “ao aumento da consciência da população para os benefícios do desporto enquanto elemento chave para a saúde e o bem-estar”, sublinhou ainda Edson Santos.

Um desiderato que é alcançado através de várias linhas atuação, sempre com a premissa de que “Desporto é vida”, entre as quais se contam o Desporto Escolar (visando captar os jovens cada vez mais cedo para a atividade desportiva, combatendo problemas como a obesidade infantil), o Desporto Feminino (com um grande número de praticantes federadas nas modalidades de basquetebol, andebol e ginástica); e o crescimento do projeto de Desporto Adaptado (em várias modalidades).

Esta última é uma aposta clara desta Câmara Municipal, enquanto ferramenta de integração social e inclusão desportiva, sendo objetivo promover um desporto para todos e “tornar Águeda numa referência nacional a este nível”.

Os apoios concedidos, para além de incentivar a atividade regular das coletividades, reconhece o mérito desportivo dos atletas, associações desportivas ou clubes que, pela particular distinção dos resultados desportivos obtidos em cada ano, tenham conferido um especial contributo ao desenvolvimento do desporto no Município.

De salientar ainda o apoio extraordinário concedido para as iniciativas que se enquadram numa estratégica de desenvolvimento desportivo e turístico do concelho e que permitem incentivar as diferentes modalidades desportivas em Águeda, bem como a captação de visitantes ao concelho ao longo de todo o ano.

Assim, os incentivos concedidos, que respeitam à época desportiva 2020/2021, resultam de um Programa de Apoio, ao qual foram submetidas candidaturas por parte de 25 associações desportivas de todo o concelho, que apresentaram 190 pedidos a diversas tipologias de apoios. Destes, foram aprovados os seguintes:

– 50 referentes à execução do plano de atividades;

– 3 para a execução do plano de atividades no âmbito do Desporto Adaptado;

– 22 para aquisição de material ou equipamento desportivo;

– 19 para a organização de atividades de caráter pontual (incluindo apoios extraordinários para organização de iniciativas de especial relevância para o Concelho);

– 2 para a participação em atividades de caráter pontual dentro do território;

– 5 para a participação em atividades de caráter pontual fora do território continental;

– 16 para apoio a deslocações no âmbito da participação em provas ou iniciativas desportivas em território nacional;

– 15 para apoio social na área desportiva;

– 6 para a aquisição de viaturas;

– 4 apoios de Mérito Desportivo;

– 7 para apoio à execução de obras de conservação ou construção.

Acresce a estes incentivos, o concedido a 18 atletas que, de forma individual, se candidataram a este Programa de Apoio Desportivo.

De uma forma global, foram atribuídos 508.134,33 euros, dos quais 30.952,16 euros já haviam sido transferidos para as coletividades em outubro do ano passado em forma de adiantamento para que pudessem fazer face a despesas decorrentes da pandemia da Covid-19.

De recordar que, no ano passado, entre os incentivos regulares e extraordinários, a Câmara de Águeda totalizou um apoio de cerca de um milhão de euros às diferentes instituições do concelho.

Apoios para aquisição de desfibrilhadores

Acresce a este “pacote financeiro”, os apoios concedidos para a aquisição de um Desfibrilhador Automático Externo (DAE), que foi solicitado por quatro coletividades desportivas: a Associação Desportiva Valonguense, o Ginásio Clube de Águeda, a Associação Desportiva Recreativa e Cultural Carqueijo e a União Desportiva Mourisquense.

Considerando que, em caso de existir uma paragem cardiorrespiratória (PCR) durante a realização de qualquer atividade física ou desportiva, a probabilidade de sobrevivência nestas situações diminui 10% por cada minuto que passa sem nada ser feito e que o único tratamento eficaz é a desfibrilhação elétrica (administração de choques elétricos ao coração parado, possibilitando que o ritmo cardíaco volte ao normal), salvar a vida de uma vítima de PCR em ambiente extra-hospitalar pode depender exclusivamente da existência de um aparelho de desfibrilhação nas imediações e da presença de alguém que o saiba utilizar.

Neste sentido, a Câmara Municipal de Águeda defende ser de extrema relevância o apoio à aquisição deste equipamento e concedeu, na última reunião do Executivo, um apoio de 3.720 euros às quatro entidades (930 euros a cada uma, respeitante a 50% do valor da aquisição do DAE). Esta verba engloba ainda um apoio de 100% para a formação de Suporte Básico de Vida Desfibrilhação Automática Externa (até um número máximo de seis elementos), que é recomendada para a utilização do DAE por não profissionais de saúde

Todas as Categorias