São João da Madeira

Nova “praceta” no centro cívico de S. João da Madeira

Rua Durbalino Laranjeira e zona envolvente já contam com melhores condições de mobilidade, estando os trabalhos praticamente finalizados.

No âmbito da empreitada de revitalização e requalificação do centro cívico de S. João da Madeira, a Rua Durbalino Laranjeira e vias adjacentes já contam com as obras em fase de conclusão, em que já é possível constatar as melhores condições de mobilidade ao longo de todo o troço da rua, com destaque para a confluência com a Rua do Dourado, onde ali surgiu uma nova “praceta” que vem valorizar o espaço público da cidade.

Este local vem juntar-se a outros do centro cívico de S. João da Madeira que, também, já estão com obras concluídas ou perto da sua conclusão, no âmbito da empreitada da “nova praça”. Por exemplo, o Largo de Santo António ou o espaço entre os Paços da Cultura e o edifício dos Correios, que foram das primeiras áreas a serem intervencionadas nesta empreitada, e também a Rua da Liberdade.

A requalificação e revitalização da Praça Luís Ribeiro e zona envolvente está a cargo da autarquia sanjoanense e traduz-se num investimento de cerca de 2,2 milhões de euros (a que acresce IVA), contando com comparticipação da União Europeia. Este projeto dará prioridade ao usufruto das pessoas e da fruição pedonal, rejeitando a introdução de vias de trânsito automóvel de atravessamento da praça. Contempla, neste espaço, o surgimento de uma  fonte seca, como elemento de atração diferenciador e de valorização da paisagem urbana, sem colidir com as diversas utilizações deste espaço central, nomeadamente como local para grandes eventos ao ar livre.

No capítulo da requalificação urbana do centro da cidade, a Câmara Municipal procedeu ainda à resolução do estrangulamento de trânsito que existia na Rua João de Deus, que tornou a circulação automóvel mais fluída ao ganhar duas faixas para os dois sentidos, aumentando também o espaço de quem anda a pé e reforçando a segurança dos peões com a beneficiação de passadeiras. Esta via viu, também, ser melhorada a qualidade ambiental e paisagística em toda a sua extensão, com a plantação de mais 32 duas espécies arbóreas.

Todas estas obras, pela sua dimensão e importância, provocam inevitavelmente incómodos aquando da execução, para os quais a Câmara Municipal, mais uma vez, agradece a melhor compreensão

Colocar comentário

Clique aqui para colocar um comentário

Todas as Categorias