Ílhavo

Pont(e)s de Acesso” assinala Semana dos Arquivos do Centro de Documentação de Ílhavo

A primeira semana de maio será marcada por mais uma edição do “Pont(e)s de Acesso: Semana dos Arquivos do Centro de Documentação de Ílhavo”, da Câmara Municipal de Ílhavo.

Este ano, o evento reserva uma novidade: de 3 a 7 de maio será lançado um conjunto de programas radiofónicos no âmbito do projeto “Se esta rua fosse minha…”, que se debruça sobre os topónimos do município, com base na História das ruas, através do trabalho de investigação do Centro de Documentação, e nas memórias da comunidade, baseadas nas vivências, curiosidades, tradições e superstições testemunhadas pelos Munícipes.

Os programas serão emitidos pela Rádio Terra Nova, diariamente às 11h00 e pelas redes sociais do município, com o objetivo oferecer à comunidade informação sobre as ruas das quatro freguesias do Município de Ílhavo. Este projeto terá continuidade após a conclusão da Semana dos Arquivos, com a transmissão semanal, todas as quartas-feiras, também às 11h00.

O programa da Semana dos Arquivos do Centro de Documentação de Ílhavo culminará com o Seminário “Pont(e)s de Acesso” que irá analisar e avaliar o potencial Educativo, Histórico, Social, Urbanístico e Turístico do projeto “Se esta rua fosse minha”.

O Seminário realizar-se-á no Cais Criativo da Costa Nova, no dia 8 de maio, entre as 10h00 e as 13h00, com uma contextualização introdutória do Projeto, pelo Centro de Documentação de Ílhavo. Seguem-se quatro comunicações que preenchem grande parte da programação do Seminário. Às 10h20, Carlos Ferreira Caetano, Investigador do CEPESE e membro associado do CHAM, apresentará uma reflexão sobre a Toponímia como Património Histórico, Cultural e Social nas comunidades urbanas.

Pelas 10h50, será apresentada a temática da memória coletiva como contributo para pensar o futuro das cidades e dos bairros, numa intervenção de José Carlos Mota da Universidade de Aveiro. Às 11h30, haverá lugar a uma abordagem ao valor da informação toponímica para as comunidades locais, como uma janela de oportunidades, não só para os arquivos e centros de documentação, como também para o turismo, por Maria Beatriz Marques da Universidade de Coimbra.

A concluir as intervenções, às 12h00 será efetuada uma dissertação sobre a aplicabilidade da Toponímia no ensino da Língua Portuguesa ao Ensino Básico, com exemplos concretos implementados em Grande Dourados, Brasil. A comunicação será da responsabilidade de Marilze Tavares, da Universidade de Grande Dourados, do Brasil.

O seminário terminará com a partilha de ideias sobre o que poderá vir a ser o futuro da Toponímia no Município de Ílhavo, e com o apelo à participação da comunidade no projeto “Se esta rua fosse minha”.

Este evento destina-se ao público em geral, com particular interesse para investigadores, estudantes ou interessados em História, Património, Geografia, Design, Planeamento Urbanístico, Turismo, Educação, Arquivos, Bibliotecas, Ciência da Informação e Documentação.

É também direcionado a Docentes dos grupos de recrutamento 100, 110, 200, 210, 220, 240, 300, 320, 400, 410, 420 e 600, como formação certificada pelo Centro de Formação dos Professores dos Agrupamentos de Escolas de Ílhavo, Vagos e Oliveira do Bairro (CFAAECIVOB).

A participação, do público em geral, pode ser presencial ou à distância, com inscrição obrigatória, sujeita a confirmação, através do e-mail [email protected] ou do contacto telefónico 234 092 496, até 6 de maio. No caso dos Professores, deverá ser efetuado o processo através do site do CFAECIVOB, em www.cfaecivob.pt, até 4 de maio.

Todas as Categorias

    X
    Bem vindo ao Aveiro TV
    O portal da noticioso da comunidade aveirense
    WooChatIcon 0