Águeda

Câmara de Águeda desativou mais de 1.100 ninhos de vespa asiática este ano

A Câmara Municipal de Águeda desativou, este ano e até dia 22 deste mês de dezembro, um total de 1.108 ninhos de vespa velutina (asiática), bem como 30 ninhos de vespa europeia, em todo o concelho.

Os alertas chegaram ao Serviço Municipal de Proteção Civil de todas as freguesias do Concelho, designadamente: Aguada de Cima (101); União de Freguesias (UF) de Águeda e Borralha (177); Barrô e Aguada de Baixo (123); Belazaima do Chão, Castanheira do Vouga e Agadão (69); Fermentelos (59); Macinhata do Vouga (79); Préstimo e Macieira de Alcôba (37); Recardães e Espinhel (120); Travassô e Óis da Ribeira (79); Trofa, Segadães e Lamas do Vouga (113) e Valongo do Vouga (151).

A par da eliminação destes ninhos, foram também desativados, este ano, 30 ninhos de vespa europeia, sendo que a maior parte estava localizada em Valongo do Vouga (7) e Aguada de Cima (6).

Assim e no total, a Proteção Civil Municipal procedeu à desativação, este ano, de 1.163 ninhos de vespa em todo o território concelhio, considerando as várias espécies, entre a velutina (asiática), a crabro (europeia) e outras cuja presença tem menor expressão.

“A identificação e posterior eliminação dos ninhos, que deve ser feita de forma correta e segura pelos profissionais, é determinante para conter a propagação desta ameaça que representam as vespas, principalmente a asiática, não só para a saúde pública como para a biodiversidade, com impactos económicos sérios no setor da apicultura”, disse Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, apelando à população que alerte as autoridades sempre que avistem um ninho.

A vespa velutina ou asiática tem vindo a prejudicar as atividades agrícola e apícola, uma vez que esta vespa elimina o território das abelhas, levando à diminuição da atividade polinizadora das abelhas e, consequentemente, a produção de mel.

Evolução anual

Nos últimos anos, a quantidade de ninhos de vespa avistados e desativados no concelho tem aumentado consideravelmente. Desde 2016, em todo o concelho de Águeda, foram eliminados 3.884 ninhos de vespa asiática e 198 da europeia.

Comparando os últimos três anos, de 938 ninhos eliminados em todo o território concelhio, em 2019, foram destruídos 730 em 2020 e 1.163 este ano.

A diminuição verificada em 2020 pode ser explicada pela menor comunicação de avistamentos, que pode ser justificada pela pandemia, uma vez que devido aos períodos de contenção e confinamento, houve um menor fluxo de pessoas nas ruas e em circulação pelo concelho e, em consequência, menos ninhos avistados e reportados aos serviços de proteção civil para a sua remoção.

De 2020 para 2021 há, assim, um aumento exponencial de ninhos eliminados, mais 433, entre os quais estão mais 403 ninhos de vespa asiática (de 703 em 2020 para 1.108 em 2021).

Para uma correta, adequada e segura eliminação dos ninhos de vespas (asiáticas ou outras), devem ser alertados os serviços de proteção civil da Câmara de Águeda, através dos seguintes contactos: 234 610 070 ou 962 029 844, [email protected] ou ainda através do portal StopVespa do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (http://stopvespa.icnf.pt/).

Publicidade

Siga-nos no facebook

Publicidade

Feliz Natal e Bom Ano Novo

Send this to a friend