Murtosa

Dia mundial das zonas húmidas

As zona húmidas são áreas terrestres que são permanentemente ou sazonalmente inundadas com água estagnada ou corrente, doce, salobra ou salgada, incluem pântanos, lagoas, lagos, rios, planícies aluviais, entre outras.

Estas zonas são dos ecossistemas mais ricos e produtivos do mundo, em termos de diversidade biológica, possuindo grandes concentrações de aves aquáticas, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes e invertebrados, sendo a água o elemento estruturante destes ecossistemas. Estes espaços têm associados muitos valores e funções, tais como o controlo de inundações, a reposição de águas subterrâneas e a produção de biomassa entre outros.

Sendo a Ria de Aveiro uma das zonas húmidas mais importantes do norte de Portugal, e estando a Murtosa situada no seu coração, encerra em si uma grande extensão destes habitas de elevado valor paisagístico, hidrológico e de biodiversidade.

As zonas húmidas são parte da identidade do território da Murtosa: os bancos de areia e deixados pela descida das marés, as áreas agrícolas costeiras, os lodaçais, os charcos, os juncais e os caniçais, são locais para repouso e nidificação de um grande número de espécies, que caracterizam estes habitats e a Ria de Aveiro.

A sua beleza paisagística, a sua relevância enquanto ecossistema, o seu valor ambiental, tornam as zonas húmidas um habitat único, que importa preservar e recuperar.

Todas as Categorias