Águeda Desporto

Águeda é um exemplo de boas práticas nas áreas da Juventude e Educação

Ação desenvolvida pelo Centro de Juventude foi premiada e esteve ontem em destaque no 1.º Simpósio de Inovação Social de Águeda

A Câmara Municipal de Águeda promoveu, ontem, no Centro de Artes, o 1.º Simpósio de Inovação Social, onde foram apresentados alguns dos projetos implementados no Concelho pelo Centro de Juventude de Águeda. Boas práticas que são replicadas noutros municípios e que são modelo a nível nacional e europeu.

“Águeda é um exemplo”, disse João Vilaça, da Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, Desporto e Corpo Europeu de Solidariedade, que destacou, a propósito do “excelente trabalho” realizado em Águeda, o prémio que aquele organismo lhe atribuiu, no passado domingo, dia 5, no Dia internacional do Voluntário, pelo projeto Job(S)olidarity 2.0.

O Centro de Juventude recebeu o galardão de projeto inspirador, uma distinção que “é, sem sombra de dúvida, motivo de orgulho para todos e, ao mesmo tempo, um objetivo de sempre, o de inspirar as nossas comunidades com ações, atitudes e projetos assentes na solidariedade”, disse Marlene Gaio, Vereadora da Coesão e Inovação Social, Solidariedade e Família da Câmara de Águeda.

Ana Moutas, coordenadora do Centro de Juventude de Águeda, salientou que este galardão é motivo de orgulho. “Deixa-nos naturalmente muito satisfeitos, porque é um pouco o reconhecimento do trabalho que se tem feito em Águeda”, disse, salientando que o projeto premiado “visa essencialmente trabalhar as competências pessoais, sociais e profissionais de jovens”.

No encontro de ontem, perante vários agentes sociais, a Vereadora Marlene Gaio declarou que “a Juventude e a Educação têm sido, desde sempre, duas áreas de intervenção privilegiadas da Câmara Municipal” e que vão continuar a merecer toda a atenção por parte do Município. De entre o trabalho realizado pelo Centro de Juventude desde 2019, com o apoio da Autarquia enquanto investidor social, ontem foram destacados o VOGUI e o EMOACTION, sendo que no primeiro foram abrangidos cerca de 600 jovens e no segundo cerca de 1.500 crianças e adolescentes e 155 pais e educadores.

São duas áreas de intervenção “muito interessantes, que têm em vista a promoção do desenvolvimento e crescimento dos jovens, procurando dotá-los de competências sociais, pessoais e emocionais, que são ferramentas importantíssimas para potenciar o seu desenvolvimento, ajudá-los a inserir no mercado do trabalho e torná-los profissionais mais capazes”, disse ainda Marlene Gaio, disponibilizando a Câmara Municipal para continuar a apoiar este tipo de iniciativas. Até porque, “as nossas crianças e jovens são o futuro de amanhã e deles depende o desenvolvimento do nosso concelho”.

Foram estas boas práticas, desenvolvidas no Centro de Juventude de Águeda e pelo Município que estiveram ontem em foco no 1.º Simpósio de Inovação Social, encontro onde a Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, Desporto e Corpo Europeu de Solidariedade apresentou as oportunidades que as organizações e os jovens têm no âmbito destes dois programas (Erasmus+ e Corpo Europeu de Solidariedade), que, no quadro europeu, têm um bolo financeiro de 29,2 mil milhões de euros para apoiar projetos destinados aos jovens.

João Vilaça, representante daquela agência com sede em Braga, sublinhou que “o programa Erasmus+ quase duplicou o orçamento disponível relativamente aos últimos sete anos; são muitas oportunidades que existem para as organizações, para os jovens”, pelo que, defendeu, “faz todo o sentido que a agência se desloque a este tipo de eventos para que as organizações tenham consciência de que existe uma estrutura em Portugal que os pode ajudar a desenvolver projetos e a financiar ações”, muitas das quais até já iniciaram mas que “precisam de um impulso para continuar”.

Etiquetas

Publicidade

Siga-nos no facebook

Publicidade

Feliz Natal e Bom Ano Novo

Send this to a friend