Correios de Portugal voltam a associar-se à comercialização do Pirilampo Mágico

Data:

Correios de Portugal voltam, este ano, a associar-se à comercialização do Pirilampo Mágico, que vai estar disponível nas Lojas CTT, de norte a sul do País. Esta campanha de solidariedade social, uma das mais antigas e mais reconhecidas em Portugal, organizada pela FENACERCI, pela Antena 1 e RTP+, arranca no dia 13 de maio e prolonga-se até 04 de junho, sob o lema “A energia que ilumina o sonho”.

O Pirilampo Mágico é hoje um dos maiores símbolos de solidariedade social em Portugal e a maior campanha anual da FENACERCI. A causa social a que está associado – o apoio a crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual e/ou multideficiência – confere a este ícone um estatuto de grande credibilidade e impacto mediático que muito tem contribuído, através da angariação de fundos, para o sucesso das intervenções desenvolvidas junto destes nossos concidadãos. A iniciativa envolve cerca de 85 organizações sem fins lucrativos e mobiliza milhares de pessoas entre familiares, técnicos e cidadãos anónimos.

Desde 2006, primeiro ano em que os CTT participaram na campanha, já foram vendidos mais de 500 mil Pirilampos Mágicos nas Lojas CTT. Esta iniciativa insere-se no âmbito da política de Responsabilidade Social Empresarial (SER) e desenvolvimento sustentável dos CTT. O valor da comercialização dos Pirilampos é restituído na totalidade à organização, sendo que os CTT não têm margem comercial neste produto.

“É com muito gosto que nos associamos mais uma vez à FENACERCI, tirando partindo da presença da nossa rede de retalho junto das populações, apoiando esta causa tão nobre e tão querida dos portugueses e levando ajuda a quem mais precisa. Somos parceiros desta causa há já 17 anos, reforçando o compromisso que temos em matéria de solidariedade, proximidade e apoio às populações, com entrega total”, destaca Filipa Nascimento, Diretora de Comunicação e Marca dos CTT.

Os CTT participam em várias iniciativas de solidariedade social, tendo por exemplo, o ano passado, promovido a recolha de donativos para ajudar as vítimas da guerra na Ucrânia, num total de 40 toneladas enviadas para o País – sem esquecer o lançamento de um selo solidário, cujas receitas reverteram para ajudar a reconstruir um Centro de Reabilitação Psicológico, em Borodyanca. Na mesma linha, em 2019, os CTT avançaram com a recolha de donativos para enviar para Moçambique após a catástrofe provocada pelo Ciclone IDAI, no âmbito da campanha “Feito de Esperança”, que recolheu nas Lojas CTT 70 toneladas de roupas doadas pelos portugueses, através de 200 mil Embalagens Solidárias, recebidas localmente pelos Correios de Moçambique.

A política de mecenato social e ambiental dos CTT tem dado prioridade aos temas da pobreza e da exclusão social, cultura, língua, desporto para pessoas com deficiência, saúde, solidariedade, biodiversidade e inovação.

Redação
Redação
Na redação trabalhamos diariamente para o informar de uma forma isenta, trabalhando apenas a verdade. Porque sabemos que preza o nosso valor, porque sabemos que nos segue, nos lê e nos dá o seu apoio.
Publicidadespot_img

PARTILHAR ESTA NOTÍCIA:

Subscrever

Publicidade

spot_img

POPULARES

MAIS DESTAS NOTÍCIAS
RELACIONADOS

Em Águeda, feira promove Desporto Saúde e Bem-Estar

A Feira do Desporto, Saúde e Bem-Estar vai decorrer...

Concurso público para construção do edifício sede da CER em Águeda

A Câmara Municipal de Águeda aprovou em reunião de...

S. João da Madeira “vacina” árvores para combater pragas

Recorrendo aos serviços de uma empresa especializada, a Câmara...

Redução de resíduos indiferenciados em 6% na Mealhada

A Câmara da Mealhada iniciou a recolha de biorresíduos...
Send this to a friend