Águeda

Câmara proporcionou uma “viagem encantada” às crianças do 1.º Ciclo do concelho

No total, durante esta semana, o espetáculo passou por 14 escolas do Ensino Básico de todo o concelho

A Câmara Municipal de Águeda proporcionou uma “viagem encantada” a mais de 2.000 crianças que frequentam o 1.º Ciclo do Ensino Básico e pré-escolar, levando o Natal e a magia desta época a todas as escolas do concelho.

Temos um Pai Natal gigante no centro de Águeda, mas quisemos trazer também o Natal às escolas, com um espetáculo itinerante, com música, magia, malabarismos e um palhaço muito divertido que percorreu todas as freguesias, levando a alegria do Natal a todas as crianças”, começou por dizer Edson Santos, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Águeda, que acompanhou um dos espetáculos na EB de Macinhata do Vouga, acrescentando que esta iniciativa, que aconteceu pela primeira vez, será para repetir. “Os professores estão contentes e as crianças ainda mais”, apontou, aproveitando para desejar “um feliz Natal para todos”.

O espetáculo, intitulado “Uma viagem encantada”, espalhou durante esta semana a magia do Natal junto das crianças do 1.º Ciclo, num total de 14 sessões em 14 escolas do Ensino Básico [do Agrupamento de Escolas (AE) de Águeda, do AE de Águeda Sul, do AE de Valongo do Vouga e do Instituto Duarte Lemos], para mais de 2.000 alunos dos 3 aos 9 anos.

Marlene Gaio, Vereadora da Educação, Ensino Superior e Formação Profissional, acompanhou a iniciativa na EB António Graça, em Barrô, testemunhando a alegria vivida pelas crianças. “Nesta altura que vivemos, em que estamos quase há dois anos em confinamento, faz mais sentido do que nunca trazer o Natal às escolas. Poder ter a oportunidade de trazer hoje, um palhaço, um malabarista e o Pai Natal é uma alegria muito grande”, disse.

Por outro lado, salienta que esta foi uma forma de “descentralizar o Natal, vir às freguesias e às crianças, para quem o Natal tem todo o sentido”.

O espetáculo iniciou com a chegada do Pai Natal no seu “trenó”, um veículo móvel devidamente decorado, causando gritos contagiantes de alegria de toda a criançada. Depois, sentado no seu cadeirão, o Pai Natal distribuiu uma pequena lembrança a cada criança. Simultaneamente, o espetáculo continuava, com dois músicos a interpretarem algumas músicas natalícias.

Entretanto, um mágico e um malabarista captavam a atenção dos mais pequenos, até que um palhaço muito divertido e brincalhão entrou em “palco” para grande entusiasmo de todos. A performance, que teve a duração aproximada de um hora em cada sessão, proporcionou momentos encantados e únicos, deixando uma memória feliz em todos, pequenos e graúdos.

Isso mesmo atestaram Naara, de 8 anos, e Dinis, de 9. “Estamos a gostar muito, muito”, garantiram. “Gostei muito do malabarista”, apontou Dinis e Naara disse ter preferido o Pai Natal. Mas achas que ele era de verdade?, questionámos. “Não”, foi a resposta. Ainda assim, com um sorriso rasgado e um brilho nos olhos, evidência de que a magia e o encanto acontecem, mesmo quando se sabe que o Pai Natal é uma figura do imaginário coletivo.

Rosa Estimado, Coordenadora da EB de Macinhata do Vouga e professora do 1.º Ano, sublinhou que este tipo de iniciativas “é sempre uma mais-valia, até porque estas crianças nem sempre têm a oportunidade de assistir a um espetáculo desta natureza. Obrigada à Câmara Municipal de Águeda pelo projeto”, declarou.

De referir que todos os intervenientes no espetáculo foram testados diariamente, sendo que apenas o Pai Natal teve um contacto mínimo e superficial com as crianças para entregar as guloseimas e tirar algumas fotografias.

Publicidade

Siga-nos no facebook

Publicidade

Feliz Natal e Bom Ano Novo

Send this to a friend